Com a menor BR do Brasil, 21 ilhas de origem vulcânica, sendo que a ilha principal tem uma área de 17 km2. A distância entre Fernando de Noronha e o continente mais próximo é de cerca de 360km. As ilhas de Fernando de Noronha formam um dos poucos arquipélagos oceânicos do Atlântico, uma beleza encantadora e um oásis para a vida marinha,Fernando de Noronha é um verdadeiro paraíso!

As praias são deslumbrantes, a água é cristalina,  tem uma coloração incrível de tons azuis, verdes e muita vida marinha. Quando contemplávamos as fotos achávamos muito bonito, mas pessoalmente a beleza e energia é quase impossível de descrever. O mergulho com cilindro é considerado um dos melhores do mundo e mesmo nadando nas praias e usando snorkel é possível ver muitos peixes, tartarugas, arraias, tubarões, golfinhos. Nas praias tem muitas formações rochosas e para qualquer lado que você olhe você não consegue dizer onde é mais bonito, pois toda a natureza de Noronha é linda, basta olhar ao seu redor para entender a magia do arquipélago. Nós ficamos por lá por 11 dias e estamos encantados!

Nossa visita foi no período de 31/08/2021 a 10/09/2021, nos sentimos bem seguros em relação as prevenções da COVID-19, todos os habitantes da ilha já foram imunizados com as duas doses da vacina e como protocolo para entrar na ilha todos os turistas precisaram fazer teste de COVID com 48h de antecedência e o resultado precisava ser negativo ou no caso do IGG reagente. Em caso de visita no período da pandemia, confira o protocolo com as exigências atuais no site https://sounoronha.com/

Como chegar em Fernando de Noronha

Noronha é uma ilha e chegar até lá só pode ser feito através de avião ou embarcação. As empresas aéreas que fazem o trajeto de Recife e/ou Natal são a Gol e a Azul.

Atenção: Nesse momento de pandemia, o protocolo de entrada em Noronha exige que o visitante apresente impresso em papel o resultado do exame negativo, tipo RT-PCR, realizado 48h antes do embarque, ou teste que comprove imunidade, chamado de IgG. para embarque as empresas aéreas estão solicitando os testes impressos ou um certificado de segurança sanitária digital chamado de “Passe Verde”, os turistas poderão enviar pela internet, de forma antecipada, o resultado negativo do exame de Covid-19 ou comprovante de imunidade de IgG, ao pagar a Taxa de Preservação Ambiental, você pode incluir a opção com custo adicional de R$10,00 no site do governo nós optamos por solicitar o “Passe Verde” e foi ótimo, enviamos o teste e recebemos um ok de acesso a ilha, no aeroporto mostramos a tela do celular com autorização de entrada liberada pelo sistema e já foi suficiente para liberação de embarque.

Dicas de Fernando de Noronha

– Hospedagem

Faça a sua reserva de hospedagem com antecedência para conseguir encontrar boas ofertas e alternativas de hospedagem. Vocẽ irá precisar dos dados de sua hospedagem para fazer o pagamento das taxas. Nós conseguimos uma ótima opção na Vila dos Remédios, ficamos na pousada Casa do Iram e da Ângela, nós gostamos muito do atendimento e da acomodação.

– Assento no avião

Na ida a Fernando de Noronha, selecione o assento do lado esquerdo pois na chegada a ilha você terá uma visão deslumbrante do Morro Dois Irmãos, é recompensador o lindo visual da ilha, é simplesmente encantador

– Taxas de acesso a Fernando de Noronha

O visitante que desembarca em Noronha deverá pagar no aeroporto uma taxa de preservação que varia de acordo com os dias de permanência na ilha e Ingresso ao Parque Nacional Marinho, ambos pagamentos podem ser feitos pela internet, com antecedência de 2 ou 3 dias antes de sua viagem através dos sites:

Atenção: após o pagamento da TPA tem uma opção para inclusão do “Passe Verde”, o custo é de R$10,00, o benefício é que você irá incluir o laudo do teste de COVID, o mesmo será analisado e em algumas horas você receberá um e-mail informando que seus dados foram incluídos com sucesso e seu acesso está liberado para entrada na ilha, no nosso caso foi ótimo pois não houve necessidade de filas e nem impressão de formulários e nem se preocupar em levar o laudo impresso para o embarque,  apresentamos o QR-Code do Passe Verde na tela do celular na hora do check-in.

– Trilhas

Assim que chegar na ilha, recomendamos que já no primeiro dia de sua viagem você compareça no Centro de Visitantes ICMBio – localizado na Vila do Boldró, para realizar o agendamento das trilhas de seu interesse pois são bastante limitadas e o agendamento é feito por ordem de chegada, para aumentar as chances de conseguir uma vaga, a dica é chegar no ICMBIO por volta das 14:30h pois nesse horário já começa a ter fila para aguardar o horário de distribuição das senhas, o auto agendamento dos atrativos será feito através de totens e inicia-se às 16h e encerra às 19h. Atenção o agendamento para os atrativos só poderá acontecer com o ingresso emitido no ICMBIO.

Segue abaixo a lista das trilhas que necessitam de agendamento obrigatório com seus respectivos números de vagas de acesso por dia:

  • Abreu: 24 vagas
  • Atalaia: 6 grupos de 16 pessoas (96 vagas) (Atalaia Curta ou Atalaia Longa)
  • Pontinha-Caieira: 40 vagas – obrigatório contratação de guia (pode ser feita na trilha Atalaia Longa)
  • Capim-Açu: 40 vagas – obrigatório contratação de guia
  • Morro São José: 16 vagas – a nado é obrigatório contratação de guia

Segue abaixo a lista das trilhas que não necessitam de agendamento obrigatório:

  • Trilha Costa Azul
  • Trilha Costa da Esmeralda

– Transportes em Fernando de Noronha

Embora a Ilha seja pequena e conseguimos fazer vários coisas caminhando, tem locais que ficam mais distantes e vale a pena utilizar um transporte, nós utilizamos o ônibus que faz todo o trajeto da ilha e custa R$5,00 e também utilizamos serviço de táxi pela única empresa em Noronha (Nortax (81) 3619-1456), os preços são tabelados, e variam entre R$25,00 a R$40,00. Não utilizamos, mas é possível fazer locação de veículos de passeio e/ou buggy, bicicletas. Em Noronha também é comum carona, nós fizemos um passeio e no final nos ofereceram e utilizamos, em uma caminhada também nos foi oferecido.

– Supermercado Noronhão (São Braz)

O mercado com os melhores preços da ilha. Fica meio escondido mas vale a visita, pois tudo na ilha é tão caro. Mas é aquela coisa, coca-cola de R$17,00, nada é barato em Noronha. Mas este mercado tem bastante variedade, em nossa estadia compramos por lá pães, frios, refrigerantes, suco, frutas e assim conseguimos economizar muito com alimentação.

Internet

A conexão de internet em Noronha deixa a desejar, os celulares funcionam mas não em todos os pontos da ilha, geralmente nas pousadas são liberados para os hóspedes a conexão para internet, mas também não são boas, bem lento. Nós temos chip da Vivo e compramos um chip pré pago da TIM para em caso de uma operadora não funcionar teríamos outra opção.

O que levar para Fernando de Noronha

  • Kit de mergulho: Máscara, snorkel, pé de pato e colete salva vidas para fazer flutuação. Na ilha é possível alugar, porém cada item custa R$20,00 a locação, mesmo que você não tenha vale a pena comprar e levar pois a vida marinha em Noronha é incrível e com as águas cristalinas certamente será um item muito utilizado.
  • Protetor Solar
  • Repelente
  • Chapéu ou boné
  • Roupas frescas e de banho pois sempre faz muito calor em Noronha, uma roupa de frio leve para o voo ou em caso de ventania à noite, nós não usamos, mas vale a pena garantir.
  • Mochila
  • Remédios básicos, pois caso precise as farmácias de Noronha tem um custo mais caro e pode ser que não tenha o medicamento que você precise.
  • Tênis para trilha
  • Sapatilha aquática neoprene
  • Chinelo
  • Camera fotográfica, pau de selfie e sugerimos que compre uma case a prova d’água para seu celular ou camera, nós compramos uma case profissional e colocamos em nosso celular, conseguimos tirar ótimas fotos e o celular ficou intacto.
  • Vinhos: é autorizado pelas Cias aéreas transportar 5 garrafas, embale em plástico bolha ou em caixa de papelão e coloque dentro da mala, não esqueça de levar taças caso queira fazer um brinde para ver o por do sol ou leve em seu restaurante para consumir com a refeição, consulte se há taxa de rolha, em nosso caso, fomos em restaurante que não cobrou taxa e fomos em restaurante que nos cobrou R$50,00 a rolha.

O que fazer em Fernando de Noronha

Em Noronha o turista pode desfrutar de várias atividades como mergulhar nas águas cristalinas das praias, apreciar o encantador por do sol, caminhar nas trilhas e flutuar nas piscinas naturais e se deslumbrar com a variedade de vida marinha!

  • Trilhas:
    • Abreu: É incrível, vale muito a pena fazer. É relativamente curta, possui diferentes tipos de relevo e tem um visual deslumbrante para o mar de fora, tem uma parte de corda mas não achamos muito necessária, melhor descer apoiando com as mãos. Só descer devagar e com cuidado que qualquer pessoa pode fazer e a recompensa vale muito a pena. Sua principal atração são as piscinas que se formam na maré baixa, a primeira é repleta de peixes e maior, a segunda é menor, mas tem umas rochas que quando as ondas batem, comprimem as águas que saem como geysers, um efeito fantástico!
    • Atalaia: pode variar de acordo com a maré e o assoreamento da piscina (Dica: a trilha do Atalaia pode ser agendada como trilha Atalaia longa (inclui a trilha Pontinha-Caieira) e/ou Atalia Curta.  Nós fizemos a trilha Atalaia + Caieiras, conhecida como Atalaia Longa. Demanda mais esforço, mas a trilha entrega 3 piscinas naturais com uma incrível diversidade de vida marinha com o fundo repleto de corais e água cristalina (tirando a última que este dia estava bem mexida por conta da maré) durante o percurso para ir refrescando, sem contar o visual maravilhoso. A parte mais chata é a volta pelas pedras com 1.8km e como são redondas não encaixam direito, logo, precisa ter atenção redobrada aqui. Vale muito a pena, mesmo que faça a Atalaia curta.
    • Pontinha-Caieira: pode ser feita juntamente com a trilha Atalaia Longa
    • Capim-Açu: É a mais longa do Parque (8km de trilha), com vistas maravilhosas da ilha e diferentes tipos de relevo. Inicia-se na entrada do PIC do Sancho, com trechos de terra batida, pedregosa e segue por uma estrada histórica. No caminho envolto por rica vegetação, belos mirantes que permitem visualizar todo o relevo do arquipélago, passamos pelo Farol da Sapata, a impressionante caverna do Capim Açu, com lindas piscinas naturais de águas cristalinas que são perfeitas para se refrescar e um merecido descanso! A trilha tem uma caminhada sobre as pedras de 3 km, as pedras são redondas e não se encaixam direito, o ideal é fazer com bota de trilha impermeável para ter mais firmeza, dar passos curtos, logo precisa ter muito cuidado, esta é a parte mais exaustiva pela distância e atenção demandada e termina na exuberante Praia do Leão.
    • Morro São José: A trilha pode ser feita a pé em alguns dias do mês na maré baixa ou nadando, o acesso é realizado a partir do Air France. Mas sempre reserve um guia e vá nadando, pois as pedras são muito escorregadias devido ao lodo que se forma com o aumento da maré, então ir a pé é pedir para se machucar se não for extremamente cuidadoso. Então nós fomos a nado e ainda tivemos a bela visão da vida marinha pelo caminho, com direito até a tubarão. É a única ilha secundária onde é permitida a visitação pública. E a ilha é realmente linda e incrível, uma piscina natural tão cristalina, que parece um sonho, vale muito a pena!
    • Trilha Costa Azul: É para quem quer conhecer a pé todo um lado da ilha voltado para o mar de fora, contemplando as praias, mirantes, com paisagens espetaculares de aspecto mais selvagem e reservadas.
      Não é uma trilha tão fácil por ser em pedras, mas o visual compensa!
    • Trilha Costa da Esmeralda: Trilha curta mas rústica, entre as praias do americano e do bode. Tem que ter algum preparo para subir. Mas a vista recompensa muito o sacrifício. É um dos melhores lugares para apreciar o belo pôr do sol de Noronha. Vale muito a pena, mas como é um ponto disputado, precisa chegar cedo. De quebra tem uma visão de um mar tão transparente que fascina(só não pode ter medo de altura).
  • Praia do Cachorro: É a mais próxima da Vila dos Remédios, o acesso à praia é feito por escadas, por lá a água do mar tem tonalidade esverdeada e é bem clarinha, tem infra-estrutura de bares, cadeiras e a famosa piscina natural do Buraco do Galego.
    • Buraco do galego: Também conhecido como buraco do Neymar, é perfeito para tirar fotos, desde que não tenha muita gente. Dá para subir e ir para a lasca da velha ou tirar outras fotos com visual maravilhoso. Demos sorte que na volta a fila tinha praticamente acabado e conseguimos tirar nossas fotos sem perder muito tempo
  • Praia do Meio: Praia linda, localizada entre a Praia do Cachorro e a Praia da Conceição, é uma das praias mais próximas da Vila dos Remédios, tem o Bar do Meio cheio de charme, dividindo a praia do Meio e da Conceição, tem infraestrutura e visual incrível!
  • Praia da Conceição: Essa praia tem um visual espetacular, em uma extremidade da praia fica uma imagem de Iemanjá, considerada a rainha do mar, e que é representada  pela Senhora da Conceição entre religiosos da Igreja Católica e do outro lado o Bar do Meio, é um dos points de Noronha para curtir o dia e observar o por do sol.
    • Bike Aquática: Excelente forma para desfrutar do Mar de Noronha, adoramos usar a Bike Aquática, super tranquila de manejar, alugamos na Praia da Conceição com a empresa Enjoy Noronha, valeu a pena!
  • Praia do Boldró: Continuamos caminhando pela Praia da Conceição na trilha Costa Azul e chegamos na Praia do Boldró, o visual é encantador, formação rochosa, das areias do Boldró é possível apreciar os dois cartões postais de Noronha: o Morro do Pico e os Dois Irmãos.
  • Praia do Americano: O acesso a Praia do Americano pode ser feito pela costeira do Boldró ou pela trilha à partir da praia do Bode, nós fizemos pela trilha. É uma das mais belas da Ilha, com vista para o Morro do Pico de um lado e Dois Irmãos do outro, a sensação é de estar em uma ilha deserta. A vista do mirante local é uma das mais fabulosas de Fernando de Noronha, principalmente ao por do sol. Nesta praia inicia-se a Trilha Costa Esmeralda.
  • Praia do Bode: Após apreciar o belíssimo pôr do sol na Trilha Costa Esmeralda, terminamos nossa caminhada na belíssima praia do Bode, tão bela que estava rolando até fotos para um casamento. Ela dá acesso a praia da cachimba do padre, mas só quando a maré está baixa. Tem uma certa estrutura tb, vale conhecer.
  • Praia do Atalaia: Fizemos a trilha Atalaia + Caieiras, conhecida como Atalaia Longa. Demanda mais esforço, mas a trilha entrega 3 piscinas naturais com uma incrível diversidade de vida marinha com o fundo repleto de corais e água cristalina (tirando a última que este dia estava bem mexida por conta da maré) durante o percurso para ir refrescando, sem contar o visual maravilhoso. A parte mais chata é a volta pelas pedras com 1.8km e como são redondas não encaixam direito, logo, precisa ter atenção redobrada aqui. Vale muito a pena, mesmo que faça a Atalaia curta.
  • Praia do Sancho: Eleita a praia mais bonita do Planeta, a paisagem do Sancho impressiona pela cor azul turquesa e pela água cristalina do mar. Uma trilha “gourmet” suspensa, possibilita o acesso de pessoas com mobilidade reduzida aos mirantes da praia. O acesso para a praia é feito por uma escada de marinheiro, quem tiver claustrofobia pode ter problemas para descer, sem contar quem leva material para mergulho, precisa de algum jogo de cintura para descer com uma bolsa grande, mas o esforço certamente vale a pena. A praia tem muita vida marinha, vale a pena! Como o buraco para entrar é muito apertado, além de muito vertical e cansativo, tem horários restritos para subir e descer, separados por uma hora em média cada. Ficamos felizes em encontrar por acaso com o Tuca que nos inspirou em vários passeios.
  • Praia do Leão:  É a principal praia de desova de tartarugas da ilha, o mar nessa praia é azul, em um dos cantos formam-se piscinas naturais cristalinas com vários peixes e tem um mirante com uma vista panorâmica incrível da Ilha da Viuvinha e da Ilha do Leão que recebeu este nome pois na pedra tem uma fenda que faz um som similar a um rugido de leão.
  • Praia do Porto de Santo Antonio: Deslumbrante Mergulho no naufrágio da praia do Porto! A vida marinha do local é excelente para mergulho, vimos tartarugas, arraias e até tubarões, em uma diversidade enorme de peixes de todas as cores, a praia é muito charmosa e tem uma das melhores vistas para um pôr do sol inesquecível. Incrível, vale a visita! Por lá fica o famoso letreiro Eu amo Noronha!
    • Nós fizemos o Mergulho de Batismo com  a empresa Mar de Noronha, ótima relação custo beneficio, fomos muito bem recebidos e guiados no mergulho pelo Tom que sai da praia do Porto. Inclusive este é o melhor para iniciantes, foi ótimo para relembrarmos os procedimentos. E como tem um naufrágio logo no início da praia, é um mergulho com muita vida marinha, sem a necessidade de ir a profundidades muito baixas, perfeito para fotos – que tiramos com o David, inesquecível!
  • Ponta do Caracas: É o ponto da ilha que mais avança no mar de fora, uma formação muito interessante de rochas, formando belas cachoeiras após as explosões com as ondas, superou as expectativas!
  • Mergulho de Cilindro: Nós optamos em fazer com a empresa Águas Claras, eles foram super flexíveis e atenciosos, conseguimos marcar nosso mergulho em cima do laço, com instrutor exclusivo – pois faz anos que não mergulhávamos – e deu tudo certo. O Samuca nos conduziu com muita paciência e atenção, respeitando o nosso tempo e adaptação, adoramos, foi perfeito! Mergulhamos em 2 pontos, Cagarras e Lage Dois Irmãos. Visibilidade incrível da água!
  • Passeio de Barco: Nesse passeio tivemos o privilégio de observar os lindos golfinhos roteadores acompanharem o barco, percorremos toda a extensão do Mar de Dentro passando pelas Ilhas Secundárias (Ilhas Rata, do Meio, Sela Gineta e Cuscuz) seguindo pelo Morro de Fora na praia da Conceição até a Baía dos Porcos, a Baía do Sancho e a Baía dos Golfinhos, até chegar ao ponto mais extremo da Ilha, a Ponta da Sapata, no final tivemos uma parada para um refrescante banho de mar na Baía do Sancho. Esse passeio foi incrível, amamos ver de tão perto os golfinhos!
  • Capela de São Pedro dos Pescadores: A capela mesmo é pequena mas a vista é maravilhosa, muito bom para curtir o visual da Praia do Porto!
  • Enseada dos Tubarões: Localizada atrás da Igreja de São Pedro, a enseada é um local de encontro dos tubarões! É usado para o namoro e acasalamento em Noronha. Ótimo ponto para observação!
  • Buraco da Raquel: Localizado na região do Porto de Santo Antônio, o Buraco da Raquel é um ponto turístico rodeado de lendas. Segundo estudos é referência à filha de um dos comandantes militares da ilha, Raquel seria excepcional e quando estava em crise, costumava esconder-se aí… As versões populares dizem que na verdade a Raquel escolhia este lugar para os encontros amorosos! O visual de contemplação é um espetáculo a cada maré
  • Museu do Tubarão: Museu muito informativo, tem muita informação sobre a relação dos tubarões com a ilha (você não paga nada para visitar) e a comida é excelente(o Baião de Dois é divino), tem opções de souvenirs, esculturas ao ar livre, além de ter uma vista maravilhosa e ficar próximo da enseada dos tubarões, visita recomendada!
  • Air France: Do mirante da ponta da Air France contemplamos de uma maneira encantadora como a natureza mostra sua força com a beleza da divisa do Mar de Dentro com o Mar de Fora. No passado os franceses prestaram apoio à aviação comercial. O visual é extraordinário!
  • Ruínas do Forte Santo Antônio: compõem as ruínas de uma fortaleza do século XVIII. Ela foi construída em forma de um trapézio, cercada por oito canhões e duas edificações, embora apenas arcos e paredes solitárias tenham sobrevivido. Lindo visual da Praia do Porto!
  • Projeto Tamar: Fernando de Noronha é uma das bases mais importantes para o trabalho do Tamar. É um verdadeiro laboratório natural, pois a transparência do mar oferece excelente condição ao desenvolvimento de pesquisas sobre a biologia e comportamento das tartarugas marinhas em ambiente natural, sobretudo debaixo d’água. Reserve um tempinho para conhecer o Projeto Tamar. Muita informação sobre a importância do equilíbrio ambiental deste ecossistema maravilhoso em Noronha, formando um verdadeiro paraíso na terra. Tem várias programações diárias, mostrando a vida marinha, tartarugas, história do arquipélago, etc.
  • Mirante Forte do Boldró: O Mirante tem uma das melhores vistas para o pôr do sol de Noronha. Uma experiência fantástica!
  • Forte Nossa Senhora dos Remédios: Um dos melhores locais para apreciar o pôr do sol e tem visão para praticamente todas as praias do mar de dentro, encantador!

Onde comer em Fernando de Noronha:

  • Gelateria Paradiso Noronha: É o melhor sorvete que já comemos, sem exagero. Muito saboroso, comemos quase todos os dias, cada sabor mais delicioso que o outro. E olha que já provamos sorvetes em vários destinos e países, mas este é realmente sem igual, vale cada centavo
  • El Perro: Bar temático muito aconchegante e charmoso, fomos muito bem atendidos e a comida estava maravilhosa, uma mistura bem interessante de cozinhas: culinária mexicana, peruana e japonesa com o toque brasileiro, adoramos!
  • Restaurante Mergulhão: o Mergulhão é considerado um dos melhores lugares para se fazer um almoço em Noronha, apreciar uma paisagem maravilhosa em um ambiente muito aconchegante com vista para o mar, o cardápio é variado e nós comemos uma deliciosa carne de sol tropical!
  • Empório São Miguel: A pizza é muito saborosa, o ambiente é aconchegante e o preço é bem justo, adoramos! São super flexíveis, não cobraram rolha para abrirmos nosso próprio vinho!
  • Quentinha da dona Xica: Comidinha caseira, muito saborosa e também muito bem servida! Uma quentinha foi o suficiente para mim e minha esposa e o valor é ótimo, não existe melhor relação custo X benefício. Sem contar a dona Xica, que é muito atenciosa, um amor de pessoa! A dica é pedir o telefone da quentinhas mais próximas aos locais
  • Tapioca lá em casa (Pousada Solar do Trinta): Apesar de não nos hospedarmos na pousada Solar do Trinta, fomos experimentar as comidas da “Tapioca lá em Casa” que fica lá, com o famoso “suco de coco” que é algo simplesmente maravilhoso! O Sr Carlos pega o Coco natural e mistura a água(do coco) com a carne do mesmo coco) e bate no liquidificador. Fica delicioso e muito refrescante! Outra dica é experimentar a tapioca recheada ( experimentamos a Tapioca de anchova, Frango caipira com queijo coalho e a Tapioca de Coco fresco com leite condensado ), ele e sua esposa só usam produtos de primeira qualidade, e tudo do mais natural disponível, uma vez que usam muita coisa da horta particular e dos produtos da cidade(ex: ovos caipira) e lá tem outros sucos como o de Cajá. Sem contar que a gente passou lá várias vezes, e o Sr Carlos sempre com uma boa história para compartilhar, nos sentimos muito acolhidos! Um ponto, o solo de Noronha por ser vulcânico tem muitos nutrientes, então o coco fica muito mais saboroso lá, e ele só usa os que foram colhidos na ilha. E o preço é super em conta!
  • Tapioca da Babalú: Deliciosa tapioca, diversos tipos, experimentamos a Hambioca Caseira, nós conseguimos dividir uma tapioca para nós dois, é bem completa, é um hambúrguer onde a tapioca é colocada no lugar do pão, ficou maravilhoso!
  • Creperia Euforonha: O crepe é realmente muito gostoso e leve. O preço que é bem salgado. Adoramos o ambiente, a música ao vivo(tem que pagar couvert artístico), uma pena ouvir um bom forró e não poder dançar. Deve valer mais a pena quando essa proibição for abolida, mas é uma restrição da cidade, compreensível ao momento que estamos passando.
  • Flamboyant Rock: Um restaurante legal para ouvir um bom rock ao vivo nos mais diversos estilos, o que é uma boa pedida se você curte rock e não quer passar vontade de dançar(pois está proibido no arquipélago). Adoramos a vibe, o atendimento, levamos o nosso vinho e tivemos que pagar 50 reais de rolha(sendo que nos serviram e trouxeram taças enormes), mas a experiência e o ambiente compensaram. A pizza estava maravilhosa!
  • Restaurante da Mãezinha: Fomos bem atendidos, prato com preço de quentinha, comidinha caseira, gostamos muito e saiu bem em conta, nós comemos no restaurante, mas caso prefira eles também vendem quentinha para viagem que sai mais em conta, por lá também tem uma farmácia e loja de souvenir.

Ficamos muito felizes em conseguir realizar nosso sonho de conhecermos Fernando de Noronha, fizemos todas as trilhas, conhecemos as praias e a cultura local. Esperamos que tenham consigo viajar conosco nesse post e já com muitas saudades queremos ter a oportunidade nesse paraíso!